fbpx

Resumo da semana no mercado financeiro – 27 a 31 jan 2020

Bolsa: A semana foi marcada por muita volatilidade provocada principalmente pelo medo da propagação da gripe causada pelo novo coronavírus. No acumulado da semana, o Ibovespa caiu 3,960%, fechando a semana aos 113.760,57. No mês de janeiro, a queda foi de 1,63%. As principais ações, chamadas de blue ships, tiveram desempenho ruim tanto na semana quanto no mês. Petrobras (PETR4) encerrou o pregão de sexta-feira (31) caindo 1,69%. Na semana, a queda foi de 2,90% e, no mês, a ação caiu 5,73%. A Vale (VALE3) caiu 2,39% na sexta-feira, -6,56% na semana e -5,68% no mês.

Dólar: Fechou a sexta-feira cotado a R$4,2858 na venda, com alta de 2,39% na semana e de 6,80% no mês. Trata-se da maior cotação nominal histórica, provocada também pelos resultados negativos nos mercados mundiais por conta do receio dos efeitos econômicos provocados pelo coronavírus. Investidores praticam a fuga de risco (risk-off) e aparentemente não há outro motivo específico para a queda do real.

Déficit: O Brasil registrou déficit primário de R$14,637 bilhões em dez/2019, fechando o ano com déficit de R$95,065 bilhões, equivalente a aproximadamente 1,3% do PIB. Houve uma folga grande ante à previsão de R$139 bilhões de déficit, mas é o sexto dado anual negativo consecutivo. Ressalte-se que foi o melhor resultado primário desde 2014. A dívida bruta acumulada caiu a 75,8% do PIB em 2019, contra 76,5% em 2018. Trata-se da primeira vez, desde 2013, que a dívida bruta cai de um ano para o outro.

Juros: As taxas de juros do rotativo do cartão de crédito para pessoas físicas tiveram, em 2019, uma média de 319% ao ano, ultrapassando o juro do cheque especial (302,5% aa) como a modalidade de crédito mais cara do país segundo dados publicados pelo Banco Central.

Brexit: A saída do Reino Unido da União Europeia foi ratificada pelo parlamento europeu e teve início na sexta-feira, dia 31/01. O governo britânico, em reunião oficial com o ministro da Economia Paulo Guedes, manifestou o interesse de fechar um acordo de livre comércio com o Mercosul em até dois anos. Esse acordo tramitaria paralelamente ao tratado assinado pelos blocos Mercosul-EU.

Santander: Inaugurou a temporada de resultados do 4T2019 reportando crescimento de 9,4% no lucro líquido em relação ao mesmo período do ano anterior. O lucro gerencial no ano de 2019 foi de R$14,550 bilhões, com alta de 17,4% em relação à 2018. Na quinta-feira o banco informou que concluiu a compra de 40% do Banco Olá Bonsucesso por R$1,6 bilhão. Com isso, o Santander passa a ter a totalidade das ações do Olé, que é um banco que concentra esforços na modalidade de crédito consignado.

Petrobras: A emprese divulgou, em 29/01/2020, que solicitou sua desvinculação do Programa Destaque em Governança de Estatais da B3. A adesão da companhia ao programa havia sido feita em 08/08/2017 e, em seguida, ela evoluiu visando a um aperfeiçoamento de suas práticas de governança, tendo aderido ao segmento especial de listagem Nível2 de Governança Corporativa da B3, conforme divulgado ao mercado em 14/05/18, que se destaca, dentre outros aspectos, pelas regras mais rigorosas de transparência e governança. A empresa não informou os motivos de sua desvinculação, apesar de afirmar que segue se destacando, nos últimos anos, pelo aprimoramento contínuo de suas regras de governança corporativa e de seus controles internos. Adicionalmente, a empresa informou na sexta-feira que iniciou a etapa de divulgação das oportunidades (teasers) referentes às vendas da totalidade de suas participações acionárias nas empresas Eólica Mangue Seco 1 e Eólica Mangue Seco 2, proprietárias de usinas de geração de energia eólica, dando prosseguimento ao seu plano de desinvestimento. Dados divulgados pela ANP revelam que a produção total da Petrobras cresceu 14% em dezembro em relação ao mesmo mês de 2018. A produção de petróleo somou 2,286 milhões de barris de óleo ao dia, contra 2 milhões em dez/2019, enquanto a produção de gás atingiu 100,3 milhões de m³ ao dia, contra 87,6 milhões em dez/2018.

Gráficos da semana: Petróleo tipo Brent e WTI futuros tem os preços em queda no mercado mundial. Por conta disso a Petrobras anunciou nesta semana a terceira redução consecutiva do preço da gasolina e diesel das refinarias.

decor

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.