fbpx

Os 4 estilos de liderança – Qual é o seu?

Todos nós queremos ser parte de uma história de sucesso. Tanto para começar quanto para desenvolver um papel sênior em uma empresa que está crescendo ou em uma que tenha mudado o seu ramo de atuação. Para lançar uma marca que fascine os clientes e domine o mercado. Ser o tipo de executivo ou empresário que cria empregos, gera prosperidade e constrói uma organização repleta de energia e criatividade.

Isso significa que todos nós, independente de qual fase estamos em nossas carreiras, temos que trabalhar firmemente a questão da liderança: Qual é a nossa definição pessoal de sucesso? O que significa fazer a diferença e gerar impacto? Qual é a melhor maneira de reunir pessoas para uma causa comum, lidar com problemas e obstáculos que inevitavelmente ocorrem, rever planos frente a contratempos ou estar pronto para qualquer oportunidade? O quanto nós podemos contar com as nossas ideias e experiências e com qual intensidade nós fornecemos suporte para aqueles ao nosso redor? Se nós desejamos ter sucesso, nós precisamos entender como nós lideramos.

Ao longo das últimas três décadas, primeiro como um jovem editor na Harvard Business Review, depois como co-fundador da Fast Company Magazine, e agora como autor de livro, eu tive experiência com grandes líderes de várias áreas. Todos eles alcançaram enorme sucesso e impacto e nenhum deles fez isso necessariamente da mesma maneira. Mas eu pude identificar quatro estilos que evidenciam suas diferentes abordagens para os “PORQUÊS” e “COMOS” da liderança. Cada um de nós deve descobrir em qual estilo de liderança melhor se encaixa, quem somos e o que estamos tentando alcançar.

E quais são esses quatro tipos de liderança?

O Empresário Clássico

Como um investidor legendário, John Doerr costuma dizer, “empresários clássicos fazem mais do que qualquer um pensa ser possível com menos do que qualquer um pensa ser necessário”. Liderança é sobre a emoção da competição e a busca pelo sucesso. Variáveis como custos, qualidade, margens de lucro e ofertas inteligentes são as métricas que importam. Sim, esses líderes se importam com os valores pelos quais a empresa se sustenta, mas é o lucro o que mais importa. Eles amam criar produtos devastadores para o mercado e empresas altamente competitivas. Eles são, nas palavras de Doerr, e não no sentido crítico, “oportunistas” – eles deleitam-se na “ação e no acordo a ser firmado”. Quando estão diante de decisões como o lançamento de um produto ou de lidar com um cliente insatisfeito ou vender a empresa para um investidor ansioso, eles focam em cálculos complexos e em retornos financeiros acima do contexto.

O Missionário Moderno

Esses líderes miram por mais e mais sucesso nos negócios; eles aspiram suceder e significância. Para eles, ganhar é muito mais do que bater a concorrência, é construir algo original e significante. Sucesso é muito mais fazer a diferença e gerar impacto do que gerar lucro. Sim, valores econômicos são importantes, mas os valores humanos são o que os conduzem ao sucesso. Esses líderes podem assumir riscos que os empresários clássicos não assumiriam até mesmo se o retorno a curto prazo não é garantido ou então eles podem recusar acordos que outros aceitariam porque a recompensa financeira não é tão importante quanto o principal impacto que eles esperam causar. Esses líderes não querem apenas administrar empresas, eles almejam tornar as empresas em uma causa maior.

Solucionador de Problemas

Eles se importam mais com resultados concretos do que com impactos dramáticos. Eles acreditam no poder da expertise e no valor da experiência. Modelos de negócios com tecnologias disruptivas e em fase inicial podem estar remodelando indústrias e mercados, mas o sucesso obtido no passado é um bom indicador para tomadas de decisões que impactarão o futuro. Então ao crescerem no ranque e liderarem empresas que eles construíram, os solucionadores de problemas são os primeiros a confrontarem dificuldades e identificarem novas oportunidades. Sim, eles contam com a opinião dos colegas de trabalho, mas no fim eles acabam recorrendo a tudo o que já aprenderam com experiências anteriores e refletem essas situações para o futuro. Esses executivos podem ser os líderes mais reconhecidos em termos de imagem, pois são do tipo que fazem acontecer.

O Descobridor de Soluções

Esse estilo é de resultados incrementais e soluções concretas, mas esses líderes acreditam que as contribuições mais poderosas normalmente vêm de onde menos se espera: do gênio escondido entre os colegas de trabalho ou dos gênios coletivos espalhados pela organização. Eles são comprometidos em certificar de que o que eles sabem não limita o que eles imaginam. Por fim, eles são responsáveis pelos resultados nos negócios, mas eles acreditam que alcançar esses resultados é obrigação de todos na empresa. Esses modestos e humildes líderes não geram manchete, mas isso não quer dizer que não são ambiciosos. Eles acreditam que a humildade no serviço da ambição é a mentalidade certa para fazer grandes coisas em um mundo de enormes incógnitas.

Por que isso é importante para clarear sobre o tipo de liderança a qual você melhor se encaixa? Porque o quanto mais nós entendemos sobre nós mesmos: o que nós realmente nos importamos, como nós tomamos decisões, porque nós fazemos o que fazemos – mais efetivos seremos em mobilizar o apoio dos outros para o que esperamos alcançar. Em um momento de rupturas dolorosas e avanços emocionantes, de turbulência implacável e promessa ilimitada, nunca houve mais estradas para o sucesso – ou mais oportunidades para falhar.

Tradução Livre do texto de Bill Taylor, publicado no site da Harvard Business Review

Está curioso para saber se você é um bom líder? Faça o teste sobre liderança agora. É só clicar aqui.

decor

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.