fbpx

O que fazer no seu primeiro dia de volta das férias*

Você acaba de chegar das férias, todo entusiasmado e energizado para começar a sessão “estou de volta”. Você tem centenas de e-mails e uma lista de tarefas que duplicou ou triplicou de tamanho enquanto você estava fora. Você precisa responder às demandas reprimidas de clientes, gerentes, colegas, funcionários e fornecedores. Você precisa recuperar o controle.

Aí você faz tudo isso e ufa! Dentro de alguns dias, você está readaptado e pronto para prosseguir. Você está de volta ao controle. Tudo voltou ao que era antes de você sair.

Será que isso é bom? Será que além do merecido descanso, isso é o melhor que pode tirar de proveito das suas férias?

Pense comigo. Se é assim que você faz, você pode estar perdendo uma grande oportunidade de ir além.

Qual é o papel mais importante de um executivo? Reflita.

Como um executivo, a coisa mais valiosa que você pode fazer é alinhar pessoas às prioridades mais importantes do negócio. Se você fizer isso bem, a organização irá funcionar a pleno vapor e ter o maior impacto possível. Mas isso não é fácil, você sabe. É duro para qualquer um de nós, diante da rotina, ser focado e alinhado aos nossos objetivos mais importantes. “São tantas coisinhas miúdas…”, já alertava o melodioso refrão.

São raras as vezes que você tem a oportunidade perfeita. Um momento em que é um pouco mais fácil, quando as pessoas (incluindo você) estão mais abertas, quando você pode ser mais claro, quando a sua mensagem será particularmente mais eficaz.

O voltar de férias é uma dessas oportunidades. Você ficou algum tempo distante do dia-a-dia. As pessoas estão há um tempo sem te ouvir. Talvez tenham saído de férias também. Elas estão receptivas. Elas estão mais influenciáveis do que o habitual. Talvez até estejam esperando por uma novidade, um novo direcionamento.

Não desperdice esta oportunidade, tentando trazer tudo ao que era antes o mais rápido possível. Antes de responder a um único e-mail, pense em algumas perguntas:

Qual é a sua grande necessidade para a organização ou equipe neste momento? O que vai fazer mais diferença para os resultados que deseja obter? Que comportamentos você precisa para alavancar o alcance dos seus objetivos? E, o mais importante, o que é menos importante?

O objetivo ao responder a estas perguntas é escolher de três a cinco principais coisas que farão a maior diferença para a organização. Depois de identificar essas coisas, você deve gastar 95% de sua energia para coloca-las em prática.

Como você deve fazê-lo?

Seja muito claro sobre essas três ou cinco coisas. Anote-as. Leia e releia. Você se sente articulado? Sucinto? Claro? Será que elas serão um referencial para as pessoas quando elas forem tomar decisões e agir?

Use-as como a lente através da qual você irá olhar – e filtrar – cada decisão, conversa, pedido, para fazer um e-mail ou para você responder outros tantos.

Atendendo a uma solicitação ou tomando uma decisão diga tranquilamente, algo como “Uma vez que nós estamos tentando fazer X, então não faz sentido fazermos Y.”

Será que o e-mail que você está prestes a responder reforça suas três a cinco prioridades? Será que vai impulsionar na direção desejada? Se sim, responda de uma forma que estreite ainda mais o alinhamento e esclareça o foco, o quanto mais você puder, com uma ou mais das três ou cinco coisas.

Se você olhar para um e-mail e não conseguir encontrar uma maneira clara para conectá-lo às três ou cinco prioridades, passe para o próximo e-mail. Não tenha medo de preterir as questões que não dizem respeito a suas três ou cinco coisas. Isso tudo é uma questão de foco, e, afim de se concentrar em algumas coisas, você precisa ignorar outras.

Você tem esta oportunidade maravilhosa, um instante raro no momento em que seu principal papel e tarefa mais difícil – focar a organização e seus objetivos  se torna um pouco mais fácil. Não a perca.

Ao voltar das férias, não volte de onde parou. Volte adiante, volte para de onde quer começar.

*Tradução livre e adaptada de artigo de Peter Bregman em setembro/2014 para a Harvard Business Review

decor

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.