fbpx

Ajudando as pessoas a aprenderem com a experiência

Utilize esta ferramenta simples para incentivar as pessoas a refletirem sobre suas experiências.

As pessoas acreditam que aprendem melhor com a experiência. No entanto, se elas não refletem sobre a sua experiência e se elas não pensarem conscientemente sobre como elas poderiam fazer melhor da próxima vez, fica difícil que isso aconteça na prática.

Esta é a situação onde o Ciclo de Reflexão de Gibbs se faz muito útil. Você pode usá-lo para ajudar as pessoas a explorarem o sentido de situações específicas para que eles possam entender o que eles fizeram bem e o que podem fazer melhor no futuro, desenvolvendo-as. Você, pode também, usar o modelo para explorar uma situação própria.

Para estruturar uma sessão de coaching usando Ciclo de Gibbs, escolha uma situação a ser analisada e, em seguida, realize os passos abaixo.

Passo 1: Descrição

Primeiro, pergunte à pessoa que você está desenvolvendo para descrever a situação em detalhes. Nesta fase, você simplesmente quer saber o que aconteceu – deixe as conclusões para depois.

Faça as perguntas abaixo para ajudá-lo a descrever a situação:

Quando e onde isso aconteceu?
Por que você estava lá?
Quem mais estava lá?
O que aconteceu?
O que você fez?
O que as outras pessoas fizeram?
Qual foi o resultado desta situação?

Passo 2: Sentimentos

Em seguida, incentive-o a falar sobre o que ele pensava e sentia durante a experiência. Nesta fase, evite comentar sobre suas emoções.

Use perguntas como estas para orientar a discussão:

O que você sentiu antes dessa situação acontecer?
O que você sentiu enquanto essa situação acontecia?
O que você acha que as outras pessoas sentiram durante esta situação?
O que você sentiu após a situação?
O que você acha sobre a situação agora?
O que você acha que as outras pessoas sentem sobre a situação agora?

Passo 3: Avaliação

Agora você precisa incentivar a pessoa que você está ajudando a olhar objetivamente para as abordagens que funcionaram e as que não.

Pergunte a ela:

O que foi positivo sobre esta situação?
O que foi negativo?
O que correu bem?
O que não foi tão bem?
O que você e as outras pessoas fizeram para contribuir para a situação (positiva ou negativamente)?

Passo 4: Conclusões

Depois de ter avaliado a situação, você pode ajudar seu interlocutor a tirar conclusões sobre o que aconteceu.

Encoraje-o a pensar sobre a situação novamente, usando as informações que você coletou até agora. Em seguida, faça perguntas como estas:

Como isso poderia ter sido uma experiência mais positiva para todos os envolvidos?
Se for confrontado com a mesma situação novamente, o que você faria diferente?
Quais as habilidades que você precisa desenvolver, para que você possa lidar com este tipo de situação melhor?

Passo 5: Ação

Agora vocês devem ter algumas ações possíveis que o membro da equipe pode adotar para lidar com situações semelhantes de forma mais eficaz no futuro. Nesta última etapa, vocês devem gerar um plano de ação para que ele possa realizar essas mudanças.

Depois de identificarem as áreas que ele irá trabalhar, leve-o a comprometer-se a tomar medidas, e definam uma data em que vocês irão avaliar o progresso.

Dica:

Esta ferramenta é estruturada como um ciclo, refletindo um relacionamento de coaching em curso. Se você irá usá-la desta forma, ou não, depende da situação e da sua relação com a pessoa que está sendo desenvolvida.

decor

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.